5 Coisas que Você Precisa Saber Sobre a Quiropraxia - MM Quiropraxia
608
post-template-default,single,single-post,postid-608,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive
 

5 Coisas que Você Precisa Saber Sobre a Quiropraxia

5 Coisas que Você Precisa Saber Sobre a Quiropraxia

 

Você precisa saber!

 

A Quiropraxia é uma profissão de nível superior, reconhecida e incentivada pela organização mundial de saúde (OMS) que se dedica ao diagnóstico, tratamento e prevenção das desordens do sistema neuro-músculo-esquelético, ou seja, problemas na coluna vertebral, articulações, músculos, tendões, nervos e o impacto delas sobre o sistema nervoso e a saúde em geral.

Coisas que você precisa saber sobre a quiropraxiaAs atividades comuns do dia a dia, os movimentos repetitivos e posturas viciosas podem fazer com que as articulações do nosso corpo, principalmente da coluna vertebral, percam seu alinhamento ou movimento normal. Isso é chamado de disfunção articular ou complexo de subluxação vertebral. Com o tempo, estas alterações podem afetar as vértebras, músculos e a função do nervo que passa entre as vértebras, além de poder levar a alterações degenerativas como a osteoartrose, por exemplo.

A quiropraxia tem se mostrado uma forte aliada no combate a diversos tipos de dores, porem é uma profissão relativamente nova e pouco conhecida. Por isso resolvemos fazer este post com 5 coisas que você precisa saber sobre a quiropraxia.

 

1 – A Quiropraxia alivia muito a dor

Alguns estudos descobriram que a quiropraxia pode reduzir a dor de forma ainda mais eficaz do que os medicamentos. Um estudo em 2012 descobriu que a manipulação da coluna era mais eficaz do que a medicação para dor cervical aguda. Um outro estudo, em 2013, descobriu que não apenas os pacientes com dor no pescoço apresentavam melhora mais rápida com os tratamentos quiropráticos, mas também que pagavam menos pelo tratamento geral.

 

2 – A Quiropraxia trata a causa da dor, não os sintomas

A quiropraxia não pode curar tudo. Em muitos casos, no entanto, pode reverter a causa de algumas das suas dores. Se o seu pescoço está desalinhado, tomar um analgésico irá tratar os sintomas, mas um quiropraxista irá tratar a causa da dor. Eles trabalham visando o sistema nervoso do corpo. Este sistema controla tudo, desde respostas reflexivas como respirar. Como os nervos correm pela coluna e irradiam através do corpo, os quiropraxistas acreditam que a saúde da coluna é tudo.

Coisas que você precisa saber sobre a quiropraxia

3 – Trate sua dor sem medicamentos

Pacientes com dor tendem a ser muito familiarizados com analgésicos, tanto com prescrição quanto sem prescrição médica, mas os ajustes quiropráticos podem proporcionar alívio da dor sem medicamentos. É uma ótima opção para qualquer pessoa interessada em reduzir o uso de medicamentos. Quiropraxistas utilizam esta abordagem livre de drogas, uma vez que tratam todo o corpo como um sistema holístico, concentrando-se menos nos sintomas e mais em manter o corpo saudável.

 

4 – A quiropraxia complementa outros tratamentos da dor

Cuidar de um paciente com dor crônica geralmente significa utilizar uma variedade de diferentes terapias, como bloqueios nervosos, medicamentos orais ou estimulação elétrica nervosa transcutânea. Como a quiropraxia não utiliza medicamentos, ela pode ser usada em conjunto com quase qualquer outra terapia.

 

5 – O tratamento é feito para você

Quiropraxistas têm muitas técnicas e ferramentas diferentes à sua disposição. Se você tiver problemas de mobilidade ou dor no corpo, informe seu quiropraxista. Ele encontrará uma maneira de contornar o problema. Isso pode ser feito por tabelas que são modificadas para formas ou tamanhos específicos do corpo, ou ferramentas que podem suavizar os ajustes quiropráticos.



C1

Áreas e Partes do Corpo Afetadas

Fornecimento de sangue para a cabeça, glândula pituitária, couro cabeludo, ossos da face, cérebro, ouvido interno e médio, sistema nervoso simpático.

Possíveis Sintomas

Dores de cabeça, nervosismo, insônia, resfriados, pressão arterial alta, enxaqueca, tensão nervosa, amnésia, cansaço crônico, tonturas.

C2

Áreas e partes do corpo afetadas

Olhos, nervos ópticos, nervos auditivos, seios da face, ossos mastoides, língua, testa.

Possíveis Sintomas

Problemas nos seios da face, alergias, dores ao redor dos olhos, dor de ouvido, desmaios, certos casos de cegueira, estrabismo, surdez.

C3

Áreas e partes do corpo afetadas

Bochechas, ouvido externo, ossos da face, dentes, nervos facial.

Possíveis Sintomas

Neuralgia, neurite, acne ou espinhas, eczema.

C4

Áreas e partes do corpo afetadas

Tuba auditiva, nariz, lábios, boca.

Possíveis Sintomas

Rinite alérgica, coriza, perda auditiva, adenoides.

C5

Áreas e partes do corpo afetadas

Cordas vocais, glândulas do pescoço, faringe.

Possíveis Sintomas

Laringite, rouquidão, dor de garganta ou angina.

C6

Áreas e partes do corpo afetadas

Músculo do pescoço, ombros, amígdalas.

Possíveis Sintomas

Torcicolo, dor no braço, amigdalite, tosse crônica.

C7

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândula tireóide, bursas nos ombros, cotovelos.

Possíveis Sintomas

Bursite, resfriados, condições da tireóide.

T1

Áreas e partes do corpo afetadas

Braços do cotovelo para baixo, incluindo mãos, pulsos e dedos, esôfago e traqueia.

Possíveis Sintomas

Asma, tosse, dificuldade respiratória, falta de ar, dor na parte inferior do braço e mãos.

T2

Áreas e partes do corpo afetadas

Coração, incluindo as suas válvulas e artérias coronárias.

Possíveis Sintomas

Alterações das funções cardíacas.

T3

Áreas e partes do corpo afetadas

Pulmões, brônquios, pleura, tórax, peitoral.

Possíveis Sintomas

Bronquite, pleurisia, pneumonia, congestão nasal, gripe.

T4

Áreas e partes do corpo afetadas

Vesícula biliar, e ducto comum.

Possíveis Sintomas

Condições da vesícula biliar, icterícia, pedras na vesícula.

T5

Áreas e partes do corpo afetadas

Fígado, plexo solar, circulações (geral).

Possíveis Sintomas

Condições do fígado, febres, problemas de pressão arterial, má circulação, artrite.

T6

Áreas e partes do corpo afetadas

Estômago.

Possíveis Sintomas

Problemas estomacais, indigestão, azia, dispepsia.

T7

Áreas e partes do corpo afetadas

Duodeno e pâncreas.

Possíveis Sintomas

Úlceras e gastrites.

T8

Áreas e partes do corpo afetadas

Baço e diafragma.

Possíveis Sintomas

Soluços e baixa resistência.

T9

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândulas adrenal e suprarenal.

Possíveis Sintomas

Alergias e urticárias.

T10

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins.

Possíveis Sintomas

Problemas renais, endurecimento das artérias, cansaço crônico, nefrite, pielites.

T11

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins e ureteres.

Possíveis Sintomas

Condições de pele como acne, espinhas, furúnculos, eczema.

T12

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino delgado e circulação linfática.

Possíveis Sintomas

Reumatismo, acúmulo de gases, alguns tipos de esterilidade.

L1

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino grosso, anéis inguinais.

Possíveis Sintomas

Constipação, colites, disenteria, diarréia, algumas rupturas ou hérnias.

L2

Áreas e partes do corpo afetadas

Apêndice, abdômen, coxa.

Possíveis Sintomas

Câimbras, dificuldade para respirar, acidose, veias varicosas.

L3

Áreas e partes do corpo afetadas

Órgãos sexuais, útero, bexiga, joelhos.

Possíveis Sintomas

Problemas vesiculais e menstruais, como dor ou períodos irregulares, corrimento, impotência, problemas na bexiga, dores nos joelhos.

L4

Áreas e partes do corpo afetadas

Próstata, os músculos de região lombar, nervo ciático.

Possíveis Sintomas

A dor ciática, lumbago, dificuldade de micção, dor ou muito frequente, dores nas costas.

L5

Áreas e partes do corpo afetadas

Pernas, tornozelos, pés.

Possíveis Sintomas

A má circulação nas pernas, tornozelos inchados, tornozelos e arcos fracos, pés frios, fraqueza nas pernas, câimbras nas pernas.

Sacro

Áreas e partes do corpo afetadas

Ossos do quadril, nádegas.

Possíveis Sintomas

Condições sacroilíacas, curvaturas da coluna vertebral.