Postura no trabalho - Quiropraxia - Monique Meinesz Quiropraxia
850
post-template-default,single,single-post,postid-850,single-format-standard,ajax_fade,page_not_loaded,,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive
 

Postura no trabalho

Postura no trabalho

 

Postura no trabalhoCertamente, durante as jornadas de trabalho você já se pegou de frente para a tela do seu computador com a postura incorreta, não é mesmo?

Saiba que esse hábito, por mais que seja inconsciente, pode impactar diretamente para a saúde de sua coluna, gerando até mesmo afastamentos no trabalho.

Só em 2017, o Ministério do Trabalho registrou cerca de 12.073, número que representa cerca de 6,13% de um total 196.754 afastamentos por ano. A dor nas costas só perde para as dores e fraturas nos punhos, mãos e pernas.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 80% dos brasileiros sofre com algum problema de dores nas costas e outros 36% têm dores crônicas nas costas.

Dia a dia no ambiente profissional

As causas mais comuns, além da postura durante o dia a dia no trabalho, estão relacionadas com o tipo de função. Caso o profissional trabalhe carregando muito peso ou movendo objetos pesados, a estrutura da coluna pode sofrer desgastes, principalmente entre os discos intervertebrais, desencadeando quadros como hérnia de disco ou lombalgias.

Outro problema bastante recorrente é repetir movimentos que exijam um maior esforço da coluna. Abaixar e levantar-se a todo momento, “forçando” a estrutura também pode ser prejudicial.

Ficar sentado o dia inteiro em uma cadeira, com a postura incorreta também interfere na saúde de sua coluna, visto que a mesma está em uma mesma posição inativa por horas e horas, algo que impacta, inclusive, a anatomia. Casos como cifose ou cervicalgia são recorrentes em profissionais que passam muito tempo com a postura incorreta.

Estilos de vida também influenciam na predisposição para desenvolver tais incômodos, visto que a idade e o sobrepeso são agentes desencadeadores de problemas nas costas.

Dicas para evitar dores na coluna no trabalho

  • Preste atenção na sua postura: se policie quanto a postura incorreta. Para facilitar, opte sempre por uma cadeira com boa estrutura e ajuste o assento para que fique em uma altura confortável, onde a mesa possa ser vista e as solas dos pés toquem o chão. Além disso, lembre-se de retirar celulares e outros utensílios dos bolsos de trás para que o volume destes objetos não afete a posição da região sacral e lombar;
  • Postura no trabalhoMovimente-se: mesmo que o ambiente profissional seja algo formal, saiba dosar as horas sentado, saia para caminhar ou simplesmente ir ao banheiro, isso evita sobrecargas e a inatividade da coluna causa por estarmos muitas horas sentados;
  • Pratique exercícios: mesmo que seja leve, opte por praticar atividades físicas como uma caminhada ou corrida. Manter-se ativo fortalece os músculos da coluna e evita o desenvolvimento de problemas nas costas.

Caso você esteja com estes problemas, dores recorrentes nas costas, uma boa opção é consultar-se diariamente com o quiropraxista, visto que o profissional mantém a saúde da sua coluna em dia, harmonizando possíveis desordens causadas por desgastes do dia a dia.



C1

Áreas e Partes do Corpo Afetadas

Fornecimento de sangue para a cabeça, glândula pituitária, couro cabeludo, ossos da face, cérebro, ouvido interno e médio, sistema nervoso simpático.

Possíveis Sintomas

Dores de cabeça, nervosismo, insônia, resfriados, pressão arterial alta, enxaqueca, tensão nervosa, amnésia, cansaço crônico, tonturas.

C2

Áreas e partes do corpo afetadas

Olhos, nervos ópticos, nervos auditivos, seios da face, ossos mastoides, língua, testa.

Possíveis Sintomas

Problemas nos seios da face, alergias, dores ao redor dos olhos, dor de ouvido, desmaios, certos casos de cegueira, estrabismo, surdez.

C3

Áreas e partes do corpo afetadas

Bochechas, ouvido externo, ossos da face, dentes, nervos facial.

Possíveis Sintomas

Neuralgia, neurite, acne ou espinhas, eczema.

C4

Áreas e partes do corpo afetadas

Tuba auditiva, nariz, lábios, boca.

Possíveis Sintomas

Rinite alérgica, coriza, perda auditiva, adenoides.

C5

Áreas e partes do corpo afetadas

Cordas vocais, glândulas do pescoço, faringe.

Possíveis Sintomas

Laringite, rouquidão, dor de garganta ou angina.

C6

Áreas e partes do corpo afetadas

Músculo do pescoço, ombros, amígdalas.

Possíveis Sintomas

Torcicolo, dor no braço, amigdalite, tosse crônica.

C7

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândula tireóide, bursas nos ombros, cotovelos.

Possíveis Sintomas

Bursite, resfriados, condições da tireóide.

T1

Áreas e partes do corpo afetadas

Braços do cotovelo para baixo, incluindo mãos, pulsos e dedos, esôfago e traqueia.

Possíveis Sintomas

Asma, tosse, dificuldade respiratória, falta de ar, dor na parte inferior do braço e mãos.

T2

Áreas e partes do corpo afetadas

Coração, incluindo as suas válvulas e artérias coronárias.

Possíveis Sintomas

Alterações das funções cardíacas.

T3

Áreas e partes do corpo afetadas

Pulmões, brônquios, pleura, tórax, peitoral.

Possíveis Sintomas

Bronquite, pleurisia, pneumonia, congestão nasal, gripe.

T4

Áreas e partes do corpo afetadas

Vesícula biliar, e ducto comum.

Possíveis Sintomas

Condições da vesícula biliar, icterícia, pedras na vesícula.

T5

Áreas e partes do corpo afetadas

Fígado, plexo solar, circulações (geral).

Possíveis Sintomas

Condições do fígado, febres, problemas de pressão arterial, má circulação, artrite.

T6

Áreas e partes do corpo afetadas

Estômago.

Possíveis Sintomas

Problemas estomacais, indigestão, azia, dispepsia.

T7

Áreas e partes do corpo afetadas

Duodeno e pâncreas.

Possíveis Sintomas

Úlceras e gastrites.

T8

Áreas e partes do corpo afetadas

Baço e diafragma.

Possíveis Sintomas

Soluços e baixa resistência.

T9

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândulas adrenal e suprarenal.

Possíveis Sintomas

Alergias e urticárias.

T10

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins.

Possíveis Sintomas

Problemas renais, endurecimento das artérias, cansaço crônico, nefrite, pielites.

T11

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins e ureteres.

Possíveis Sintomas

Condições de pele como acne, espinhas, furúnculos, eczema.

T12

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino delgado e circulação linfática.

Possíveis Sintomas

Reumatismo, acúmulo de gases, alguns tipos de esterilidade.

L1

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino grosso, anéis inguinais.

Possíveis Sintomas

Constipação, colites, disenteria, diarréia, algumas rupturas ou hérnias.

L2

Áreas e partes do corpo afetadas

Apêndice, abdômen, coxa.

Possíveis Sintomas

Câimbras, dificuldade para respirar, acidose, veias varicosas.

L3

Áreas e partes do corpo afetadas

Órgãos sexuais, útero, bexiga, joelhos.

Possíveis Sintomas

Problemas vesiculais e menstruais, como dor ou períodos irregulares, corrimento, impotência, problemas na bexiga, dores nos joelhos.

L4

Áreas e partes do corpo afetadas

Próstata, os músculos de região lombar, nervo ciático.

Possíveis Sintomas

A dor ciática, lumbago, dificuldade de micção, dor ou muito frequente, dores nas costas.

L5

Áreas e partes do corpo afetadas

Pernas, tornozelos, pés.

Possíveis Sintomas

A má circulação nas pernas, tornozelos inchados, tornozelos e arcos fracos, pés frios, fraqueza nas pernas, câimbras nas pernas.

Sacro

Áreas e partes do corpo afetadas

Ossos do quadril, nádegas.

Possíveis Sintomas

Condições sacroilíacas, curvaturas da coluna vertebral.

WhatsApp chat