Cervicalgia - Quiropraxia - Monique Meinesz Quiropraxia
568
page-template,page-template-full_width,page-template-full_width-php,page,page-id-568,ajax_fade,page_not_loaded,,footer_responsive_adv,qode-content-sidebar-responsive,qode-theme-ver-13.5,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.4.5,vc_responsive
 

Cervicalgia

Quiropraxia no Tratamento da Cervicalgia

Cervicalgia. O pescoço (coluna cervical) é composto de vértebras que começam no tronco superior e terminam na base do crânio. As vértebras ósseas juntamente com os ligamentos (que são comparáveis às grossas bandas de borracha) e os músculos proporcionam estabilidade à coluna vertebral. Os músculos permitem suporte e movimento.

 

O pescoço tem uma quantidade significativa de movimento e suporta o peso da cabeça. No entanto, porque é menos protegido do que o resto da coluna vertebral, o pescoço pode ser vulnerável a lesões e distúrbios que causam dor e restringem o movimento. Em algumas pessoas, a cervicalgia é uma condição temporária que desaparece com o tempo. Outros precisam de diagnóstico e tratamento médico para aliviar seus sintomas.

Cervicalgia
Cervicalgia
Cervicalgia

Causas da Cervicalgia

A cervicalgia pode resultar de anormalidades nos tecidos moles – músculos, ligamentos e nervos -, bem como nos ossos e discos da coluna vertebral. As causas mais comuns de cervicalgia são anormalidades dos tecidos moles devido a lesões (entorse) ou desgaste prolongado. Em casos raros, infecção ou tumores podem causar cervicalgia. Em alguns casos, os problemas do pescoço podem ser a fonte de dor na parte superior das costas, ombros ou braços.

 

Espondilose – Degeneração do disco cervical

O disco funciona como um amortecedor entre os ossos no pescoço. Na degeneração do disco cervical (que tipicamente ocorre em pessoas com idade igual ou superior a 40 anos), o centro normal de gelatina do disco degenera e o espaço entre as vértebras se estreita. À medida que o espaço em disco se estreita, o estresse adicional é aplicado nas articulações da coluna vertebral, causando desgaste adicional e doença degenerativa. O disco cervical também pode salientar e pressionar a medula espinhal quando a borda do disco enfraquecer. Isso é conhecido como um disco cervical herniado.

 

Lesões da Cervicalgia

Pelo fato do pescoço ser tão flexível e suportar a cabeça, ele é extremamente vulnerável a lesões. Acidentes com carro ou mergulho, esportes de contato e quedas podem resultar em lesões no pescoço. O uso de cintos de segurança em carros pode ajudar a prevenir ou minimizar lesões no pescoço. Uma batida atrás do carro em que você está pode resultar em hiperextensão, um movimento para trás do pescoço além dos limites normais, ou hiperflexão, um movimento para a frente do pescoço além dos limites normais. As lesões do pescoço mais comuns envolvem os tecidos moles: os músculos e os ligamentos. Lesões graves no pescoço como uma fratura ou deslocamento do pescoço podem danificar a medula espinhal e causar paralisia.

A Quiropraxia trata a cervicalgia. Agende sua consulta conosco (11) 2970-1805 ou (11) 97355-0203.

Quando Procurar Cuidados Médicos?

Se tiver muita dor no pescoço após uma lesão (acidente de carro, acidente de mergulho ou queda), procure ajuda de um quiropraxista.

 

O cuidado médico imediato deve ser procurado quando uma lesão que causa dor no pescoço irradia para os braços e as pernas.

 

Se não houve uma lesão, ou você não sabe se teve uma lesão, procure um Quiropraxista quando a dor no pescoço é:

 

  • Contínua e persistente;
  • Grave;
  • Acompanhado por dor que irradia os braços ou as pernas;
  • Acompanhado por dores de cabeça, dormência, formigamento ou fraqueza;

C1

Áreas e Partes do Corpo Afetadas

Fornecimento de sangue para a cabeça, glândula pituitária, couro cabeludo, ossos da face, cérebro, ouvido interno e médio, sistema nervoso simpático.

Possíveis Sintomas

Dores de cabeça, nervosismo, insônia, resfriados, pressão arterial alta, enxaqueca, tensão nervosa, amnésia, cansaço crônico, tonturas.

C2

Áreas e partes do corpo afetadas

Olhos, nervos ópticos, nervos auditivos, seios da face, ossos mastoides, língua, testa.

Possíveis Sintomas

Problemas nos seios da face, alergias, dores ao redor dos olhos, dor de ouvido, desmaios, certos casos de cegueira, estrabismo, surdez.

C3

Áreas e partes do corpo afetadas

Bochechas, ouvido externo, ossos da face, dentes, nervos facial.

Possíveis Sintomas

Neuralgia, neurite, acne ou espinhas, eczema.

C4

Áreas e partes do corpo afetadas

Tuba auditiva, nariz, lábios, boca.

Possíveis Sintomas

Rinite alérgica, coriza, perda auditiva, adenoides.

C5

Áreas e partes do corpo afetadas

Cordas vocais, glândulas do pescoço, faringe.

Possíveis Sintomas

Laringite, rouquidão, dor de garganta ou angina.

C6

Áreas e partes do corpo afetadas

Músculo do pescoço, ombros, amígdalas.

Possíveis Sintomas

Torcicolo, dor no braço, amigdalite, tosse crônica.

C7

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândula tireóide, bursas nos ombros, cotovelos.

Possíveis Sintomas

Bursite, resfriados, condições da tireóide.

T1

Áreas e partes do corpo afetadas

Braços do cotovelo para baixo, incluindo mãos, pulsos e dedos, esôfago e traqueia.

Possíveis Sintomas

Asma, tosse, dificuldade respiratória, falta de ar, dor na parte inferior do braço e mãos.

T2

Áreas e partes do corpo afetadas

Coração, incluindo as suas válvulas e artérias coronárias.

Possíveis Sintomas

Alterações das funções cardíacas.

T3

Áreas e partes do corpo afetadas

Pulmões, brônquios, pleura, tórax, peitoral.

Possíveis Sintomas

Bronquite, pleurisia, pneumonia, congestão nasal, gripe.

T4

Áreas e partes do corpo afetadas

Vesícula biliar, e ducto comum.

Possíveis Sintomas

Condições da vesícula biliar, icterícia, pedras na vesícula.

T5

Áreas e partes do corpo afetadas

Fígado, plexo solar, circulações (geral).

Possíveis Sintomas

Condições do fígado, febres, problemas de pressão arterial, má circulação, artrite.

T6

Áreas e partes do corpo afetadas

Estômago.

Possíveis Sintomas

Problemas estomacais, indigestão, azia, dispepsia.

T7

Áreas e partes do corpo afetadas

Duodeno e pâncreas.

Possíveis Sintomas

Úlceras e gastrites.

T8

Áreas e partes do corpo afetadas

Baço e diafragma.

Possíveis Sintomas

Soluços e baixa resistência.

T9

Áreas e partes do corpo afetadas

Glândulas adrenal e suprarenal.

Possíveis Sintomas

Alergias e urticárias.

T10

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins.

Possíveis Sintomas

Problemas renais, endurecimento das artérias, cansaço crônico, nefrite, pielites.

T11

Áreas e partes do corpo afetadas

Rins e ureteres.

Possíveis Sintomas

Condições de pele como acne, espinhas, furúnculos, eczema.

T12

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino delgado e circulação linfática.

Possíveis Sintomas

Reumatismo, acúmulo de gases, alguns tipos de esterilidade.

L1

Áreas e partes do corpo afetadas

Intestino grosso, anéis inguinais.

Possíveis Sintomas

Constipação, colites, disenteria, diarréia, algumas rupturas ou hérnias.

L2

Áreas e partes do corpo afetadas

Apêndice, abdômen, coxa.

Possíveis Sintomas

Câimbras, dificuldade para respirar, acidose, veias varicosas.

L3

Áreas e partes do corpo afetadas

Órgãos sexuais, útero, bexiga, joelhos.

Possíveis Sintomas

Problemas vesiculais e menstruais, como dor ou períodos irregulares, corrimento, impotência, problemas na bexiga, dores nos joelhos.

L4

Áreas e partes do corpo afetadas

Próstata, os músculos de região lombar, nervo ciático.

Possíveis Sintomas

A dor ciática, lumbago, dificuldade de micção, dor ou muito frequente, dores nas costas.

L5

Áreas e partes do corpo afetadas

Pernas, tornozelos, pés.

Possíveis Sintomas

A má circulação nas pernas, tornozelos inchados, tornozelos e arcos fracos, pés frios, fraqueza nas pernas, câimbras nas pernas.

Sacro

Áreas e partes do corpo afetadas

Ossos do quadril, nádegas.

Possíveis Sintomas

Condições sacroilíacas, curvaturas da coluna vertebral.